Sofá: 5 perguntas a Renato Custódio


Escolhido por Eugênio Vieira para estrelar o Sofá do Flickr desta semana, o paulistano Renato Custódio nos leva a um passeio por escadarias, rampas, pistas e o que mais a arquitetura urbana oferece como cenário à fotografia de skate.

A coisa que mais gosto na vida é andar de skate com meus amigos, viajar, conhecer lugares, fotografar amigos, conhecidos e skatistas interagindo com a cidade…

1) Se você tivesse que escolher um único modelo de câmera para fotografar durante toda a vida, qual modelo seria?

Luis Fernando "Apelão"

Jean Duarte

Com certeza a Hasselblad 500 C/M . Comecei a fotografar com ela há 2 anos. Ela não é muito prática, mas isso não importa para o que mais gosto de fotografar. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, fotografar skate não é um instante que se perde a qualquer momento. Nós chegamos ao lugar escolhido, analisamos a manobra, o lugar que vai ser feito a manobra, imaginamos uma composição que expresse a dificuldade da manobra e mostre os detalhes da arquitetura. Depois partimos para a composição de luz, montamos praticamente um estúdio a céu aberto podendo chegar a até 10 flashs se necessário. Não tem limite para flashs, às vezes a luz natural prevalece, mas na maioria dos casos três flashs “resolvem”. Para isso, temos que ter uma câmera com sicronismo de flash que suporte a rapidez da manobra e congele a imagem independente do horário e da luz que estiver incidindo no lugar.

2) Quais são suas fotos favoritas no Flickr? Primeiro uma favorita de sua autoria:

Tenho um carinho especial por essa foto por vários motivos. Mas o que vale ressaltar aqui é que para uma foto de skate ser realmente boa, o skatista também tem que ter estilo. Também me lembro do que o editor da revista que trabalho, o Alexandre Vianna, me falou ao ver essa foto: “É legal quando pegamos uma foto, dividimos em quatro partes e cada parte têm o seu valor especial.”

E da Flickresfera?

Biano Bianchin

Quando conseguimos criar uma poesia em fotos de skate, ela se torna única. O fotógrafo Atilla Chopa tem um olhar poético sobre as fotos e muita simetria para unir o skate e a arquitetura.

3) O quê diria para alguém que acabou de ganhar sua primeira câmera fotográfica?

Não tenha medo de fotografar. Fotografar o que lhe chama atenção fará você evoluir e expandir cada vez mais o seu olhar. Esta é uma foto que fiz com minha primeira câmera durante uma saída do curso que fiz quando comecei a fotografar.

4) Nas entrevistas de emprego do Flickr sempre perguntamos “Gatos, nenês, pôr-do-sol ou flores?”. O quê reponderia?

Sérgio Garb

Pôr-do-sol com skate. Sempre.

5) Quem você indica para a próxima entrevista?

Fernanda

Gosto muito dos retratos do Fernando Martins. É muito difícil extrair uma expressão que mostre realmente como a pessoa fotografada é. Ele faz isso muito bem. Além disso, foi ele quem me deu diversas dicas quando comecei a brincar aqui no flickr. Ah! Ele também fotografa SKATE!

Edson: Obrigado Renato! Este blog tem uma vocação em destacar diversos elementos da cultura urbana e do que acontece nas ruas. Por isso fiquei muito feliz ao descobrir que entrevistaria um fotógrafo de skate. Parabéns pelas imagens!

O Sofá do Flickr já recebeu: Eugênio Vieira, Pedro Ivo, Marta Ré, Graça Neves, Ahmad Kavousian, Rui Palha, Rodolfo Barreto e MaWá.

Fotos de Renato Custódio, Atilla Chopa e Fernando Martins.

Leia também: Photoshape