Novo Flickr para iPhone: mencione seus amigos, baixe suas fotos, faça uploads mais rápidos e muito mais!

Também disponível em: Français, English, Deutsch, Español, Bahasa Indonesia, Italiano, 한글, Tiếng Việt, 繁體中文

Nossa atualização mais recente do novo aplicativo para iPhone está aqui! Ele traz alguns dos recursos mais pedidos.

EN_iphone_2-1_3 EN_iphone_2-1_2 EN_iphone_2-1_1

Que comece o bate-papo!
Agora é possível mencionar seus amigos diretamente do aplicativo. Comece a digitar no sinal @ e simplesmente selecione um dos seus contatos do Flickr para mencioná-lo em um título ou comentário. Avisaremos seus amigos que eles foram mencionados.

 

Baixe suas fotos!
Agora é possível fazer o download de suas fotos do Flickr para sua galeria no rolo da câmera. Basta tocar no ícone de compartilhar em uma de suas fotos e selecionar “Salvar foto”. Em alguns segundos a foto estará no rolo da câmera do iPhone na maior resolução disponível.

 

Mais rápido que a luz! (quase)
Os uploads do aplicativo Flickr estão mais rápidos. Fizemos mágica para otimizar os uploads, mas comece o upload no segundo plano, enquanto pensa no título da foto ou onde você quer compartilhá-la. Basicamente, você terá o melhor dos dois mundos: uploads de alta resolução que possibilitam fotos em ótima qualidade no futuro, além de uploads mais rápidos no segundo plano, para que você não precise esperar.

 

E mais: agora as fotos tiradas com a câmera do Flickr serão salvas imediatamente no rolo da sua câmera. A imagem será exibida com uma resolução ainda melhor na lightbox, para que você possa aumentá-la ainda mais e ver todos os detalhes. E finalmente, é possível tirar fotos em um piscar de olhos usando o botão de aumentar volume do seu iPhone.

 

Dê uma olhada na página do aplicativo para iPhone e obtenha a versão mais recente do Flickr para iPhone. Se você tiver alguma dúvida ou quiser enviar seus comentários, junte-se a nós no grupo Flickr para iPhone.

 

Ainda quentes: as 10 principais dicas do Flickr para iPhone publicadas há algumas semanas.

Postado por Kay Kremerskothen
Permalink